SCO - SOCIEDADE CEARENSE DE OFTALMOLOGIA, Sociedade Cearense de Oftalmologia, sco, sco.med.br
Av. Dom Luiz, 300, Sala 1127 - Meireles - Fortaleza, CE
sco@sco.med.br

(85) 3264.9404
NOSSO ATENDIMENTO



O Cigarro e os Olhos
O Cigarro e os Olhos

O cigarro é um grande vilão quando se trata de doenças respiratórias, cardiovasculares e câncer, mas o tabaco pode ser o grande responsável pelo surgimento de doenças oculares.

Se a gente quer investir na saúde como um todo deverí­amos nunca fumar. São mais de 4000 toxinas presentes que agem em mecanismos isquêmicos e oxidativos.

O cigarro pode estar envolvido no desenvolvimento de degenerações maculares, glaucoma e catarata. As oclusões vasculares (problemas circulatatórios) também têm seu risco aumentado com o ví­cio do cigarro. O aumento da PIO (glaucoma) parece estar relacionado com questões vasculares venosa e que afetam diretamente a nutrição do nervo óptico.

Mas não pára por aí­, a fumaça está envolvida em processos alérgicos, irritação direta e olho seco. Nesse caso não só o fumante ativo, mas o passivo também sofre.

Quando o paciente é diabético, se inicia alterações por lesões vasculares causada pela elevação da glicose sanguí­nea. O quadro pode se agravar, pois o hábito de fumar leva a lesões vasculares que se superpõem as lesões vasculares diabéticas. Assim, a retina como possui grande área de vascularização em suas próprias camadas e em regiões justapostas (coróide), é principalmente atingida pela diabetes/cigarro ocasionando trombose venosa, oclusão arterial e hemorragias, que se não tratadas precocemente levam a cegueira definitiva.

Assim, é importante parar de fumar quando se desenvolve diabetes, ficando atentos também aos hábitos alimentares e de vida.